Blog de acompanhamento ao projecto de 3º ano de NTC, no ano lectivo de 2010/2011.
24
Fev 11

Durante o levantamento do estado da arte relativa ao nosso projecto, o grupo optou desde o inicio por não restringir a pesquisa apenas a projectos similares, mas também em alargar as nossas perspectivas e pesquisar comunidades existentes de partilha de vários tipos de media.

 

(carregar na imagem para aceder à tabela online)

(download versão PDF)


Às redes e aplicações encontradas online foi feita uma análise, procurando identificar as forças e fraquezas de cada uma, características interessantes para integrar no projecto e problemas encontrados, servindo como orientação do que fazer.

Tendo em consideração as premissas iniciais do nosso projecto, de entre as comunidades analisadas, focaram-se as características mais relevantes para a “Wikigráfica”, dando destaque a plataformas e API’s1 de desenho online (bitmap e vectorial), formas de partilhar e editar conteúdos, formas de interacção entre utilizadores e os métodos usados para atingir os públicos-alvo e incentivá-los a visitar regularmente o site em questão.

De entre os métodos para incentivar os utilizadores, destacam-se as formas que os recompensam. A principal e talvez mais comum dessas formas são os sistemas de reputação, utilizados em conjunto com “badges” e rankings para premiar utilizadores por contribuições à comunidade, como boas respostas e conteúdos. Uma outra forma de premiar os utilizadores encontrada eram prémios em dinheiro, consoante o número de visualizações, ou tendo a contribuição com a pontuação mais alta a cada semana, embora a sua implementação seja complicada inicialmente.

Relativamente à estrutura, a possibilidade de criar galerias pessoais e conjuntas vai incentivar o uso por parte do público-alvo, podendo talvez usá-lo como portefólio digital. Tal como a criação e partilha de moodboards para inspiração pode ajudar estudantes e artistas emergentes, dando ideias que provavelmente não se lembrariam de tentar

Quanto às aplicações de desenho, a possibilidade de editar conteúdo directamente no site revela-se muito importante, mas a capacidade de importar ficheiros criados off-line em Illustrator ou programas semelhantes também é uma característica essencial, deixando aqueles que se queiram envolver no site, mas que prefiram usar outras ferramentas, possam participar. A possibilidade de importar ficheiros também irá permitir aos artistas partilhar criações suas feitas anteriormente, ao invés de terem de refazer tudo online.

Por fim, quanto ao suporte, a maioria dos sites analisados assenta em plataformas de CMS2, em detrimento de wikis ou outros formatos. Crê-se, então, considerando a premissa inicial, que o melhor que podemos fazer era talvez uma junção dos dois, utilizando um CMS, mas seguindo a lógica de uma wiki, onde todo o conteúdo é editável.

 


1 - API, de Application Programming Interface (ou Interface de Programação de Aplicações) é um conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um software para a utilização das suas funcionalidades por programas aplicativos que não querem envolver-se em detalhes da implementação do software, mas apenas usar seus serviços. (ex.: Google Maps embebido em um site).

 

2 - Content Management System.

 

Nota: Devido às dimensões da tabela, é necessária a sua visualização ou online no docs.google clicando na imagem (recomendado) ou off-line fazendo downlod da versão PDF.


Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
18
19

20
21
23
25
26

27
28


arquivos
pesquisar blog
 
blogs SAPO